Amagi Brilliant Park é um anime adaptado de uma Light Novel em série escrita por Shoji Gatoh e ilustrada por Yuka Nakajima Em um total  de 13 episódios produzidos pelo estúdio Kyoto Animation indo ao ar de 06 de Outubro de 2014 até 25 de Dezembro daquele mesmo ano.

Amagi Brilliant Park conta a história de Seiya Kanie, um jovem do colegial, aficcionado por sua boa aparência que de repente é contratado para ser gerente de um parque de diversões em decadência, quase a ponto de fechar as portas ou ser entregue a terceiros. No decorrer dos episódios Kanie descobre que o parque é habitado por criaturas mágicas que para continuarem a existir precisam do amor e da alegria dos seres humanos que visitam o local. Caso o parque feche e os mascotes e as criaturas mágicas daquele local sejam esquecidos sumindo do coração das pessoas, eles deixariam de existir.

Kanie foi escolhido por uma profecia para "salvar" o parque Amagi de seu fim e nesse ponto tem-se início 13 episódios de muito riso. Primeiramente, o parque é uma bagunça! Todos estão desanimados, as instalações estão caindo aos pedaços e há muita confusão entre seus funcionários. Kanie simplesmente não tem a menor intenção de gerenciar aquele lugar principalmente porque logo de início ele dá de cara com Moffle, um dos mascotes do parque que quando não vai com a cara de alguém gosta de soltar uns bons socos. Eles saem literalmente no tapa até que Sento, a antiga gerente do parque os faz parar na base da bala. :)

Sento na verdade é uma das protagonistas do anime, muito gata ela encontrou Kanie e o fez visitar o parque, o lado engraçado  é que ela sempre carrega uma espécie de pistola mágica e quando não consegue a cooperação dos funcionários ou de Kanie ela logo saca a arma e mira nas fuças da pessoa :). Kanie foi então obrigado a vir ao parque temático recusando-se a aceitar o emprego de início contudo, ao vê que a situação era séria se comoveu e resolveu a assumir a dura missão de trazer uma cota de 250.000 visitantes em dois meses caso contrário o parque seria entregue a um bando de executivos mercenários e sabe lá Deus o que aconteceria com as criaturas daquele lugar.

Amagi Brilliant Park é simplesmente divertido. Personagens bem criados no aspecto cômico e muita maluquice. O hilário é que os mascotes mais queridos pelas crianças e que deveriam  ser gentis e inocentes na verdade são completamente diferentes na vida privada, Macaron (uma criatura mágica em forma de ovelha) têm pavio curto e sai na porrada bem fácil; Tirami (uma criatura mágica em forma de um pequeno cachorro rosado) é um completo hentai que gosta de tomar cerveja após o horário de trabalho e Muffle que faz malabarismos para crianças também é estourado e por qualquer coisa sai soltando socos para tudo quanto é lado. Há muito outros personagens importantes no elenco que deixamos para quem quiser conferir o anime.

O parque Amagi conta também com Latifah Fleuranza, ela na verdade é a peça chave do parque, estando presa àquele lugar por uma maldição que foi lançada contra ela no passado. Seu pai, um antigo rei do mundo mágico, não a quiz entregar como esposa a um antigo mago que aceitou destruir um poderoso dragão em troca da mão da moça. Por essa razão o mago vingou-se e a prendeu naquela situação. Latifah tem saúde frágil e não pode envelhecer, todo ano novo tanto o corpo quanto a memória dela resetam e recomeçam do ponto inicial  a 365 dias atrás. Como os outros personagens, ela também precisa do amor e da alegria das pessoas que visitam o parque para continuar a existir.

No decorrer de toda a história Kanie precisa fazer "milagres" para conseguir atingir a cota dos 250.000 mil visitantes cortando custos, fazendo o pessoal trabalhar hora-extra e trocando o maquinário já enferrujado. É claro, isso gera descontentamento por parte de todo mundo, principalmente dos mais preguiçosos e dos mascotes que não querem ter seus salários reduzidos pois do contrário não poderiam ir tomar sua cerveja no fim do expediente. :)

Muita confusão acontece geralmente começando quando Kanie e Muffle se desentendem e saem no tapa até que Sento os faz parar com uns bons disparos de pistola. Embora tenha um ou outro episódio onde o roteiro e a direção escurregam e quebram o enredo cômico em que o anime estava andando (o que não é nada raro quando se trata de anime) Amagi Brilliant Park é simplesmente divertido. Quase sempre acabamos rindo quando os mascotes se desentendem ou entram em alguma conversa ecchi até que Sento os pega de surpresa. 

Como acontece com todo bom anime, Amagi Brilliant Park tem uma lição a nos passar, o trabalho em equipe e a união do coração das pessoas em prol de realizarem algo valioso e necessário. Tanto Kanie quanto as criaturas mágicas sabem que precisam atingir a cota de 250.000 visitantes até o final do prazo para que eles não deixem de existir, mesmo que isso signifique terem seus pelos e orelhas arrancadas pelas crianças que visitam o parque ou serem atacados por um trio de crianças levadas.