Há quem diga que animes hoje em dia não têm variedade, que são todos "mais do mesmo" ou cópias de séries vistas no passado. Refletindo sobre o tema fizemos uma pesquisa estatística, cobrindo 262 séries lançadas entre Janeiro de 2020 e Outubro de 2022, buscando constatar quais estilos foram mais adaptados e em quais proporções.

Tentando aumentar a credibilidade da pesquisa seguimos algumas diretrizes:

1°. Escolhemos apenas o "estilo dominante" do anime: Suponha que uma série de aventura tenha um pouco de drama. A história não é por si dramática mas tem a aventura como foco principal. 

2. Mesclamos estilos quase inseparáveis atualmente: Hoje no Japão animes de aventura e fantasia, por exemplo, andam quase sempre de mãos dadas.

3. Escolhemos títulos que assistimos e que têm perfil no agregador de notas Myanimelist.

No total 8 estilos se destacaram com 2 menções honrosas ao final:

1°. Aventura e Fantasia (29%)

Se alguém falar que o Japão vive no mundo da fantasia esta afirmação não está totalmente errada. Dos 262 animes pesquisados 76 (29%) traziam a combinação clássica de espadas, magias e ambientação medieval. Os "isekais" somaram 31 adaptações (11,8%) trazendo aquele típico enredo onde o protagonista é transmigrado para outro mundo mantendo conhecimento da vida anterior.

2°. Comédias e Comédias Românticas (13,3%)

Este foi o segundo estilo mais produzido desde Janeiro de 2020 totalizando 35 animes (13,3%). As comédias românticas somaram 19 títulos (7,2%) enquanto as "comédias puras" totalizaram 16 produções (6,1%).

. Drama, Romance, Seinen, Josei (11,4%)

Na 3ª colocação ficaram séries que mesclaram drama, romance e enredo mais adulto somando 30 adaptações (11,4%). Vale destacar que alguns dos animes traziam elementos de fantasia mas que não eram predominantes.

Ação, Ficção, Ficção Científica (10,6%)

Projetos que tiveram foco na ação e ficção com ambientação moderna ou futurista totalizaram 28 séries (10,6%). Algumas delas continuam aspectos dramáticos, militares e/ou espaciais em proporções menores.

5°. Mistério, Sobrenatural, Horror, Terror (7,6%)

Totalizando 20 animes (7,6%), aqui escolhemos adaptações centradas no horror e no sobrenatural embora apresentassem outros estilos em sua estrutura. Animes como "Mieruko-chan", "Munou na Nana" e "Muhyo to Rouji no Mahouritsu Soudan 2" se enquadram nesta posição.

6°. Slice of Life (7,2%)

Aqui ficaram 19 séries (7,2%) com narrativa majoritariamente cotidiana. Algumas podiam ser dramáticas ou mais cômicas tipo "Yuru Camp" e "Houkago Teibo Nisshi", entretanto, a contemplação da vida e a tranquilidade do dia a dia foram os fatores principais dessas histórias.

6°. Idol (7,2%)

Empatados na 6ª posição também com 19 títulos (7,2%) estão os animes idols nos quais grupos de garotas unem-se almejando tornarem-se celebridades adolescentes. Séries tipo "Idoly Pride" e "Love Live! Superstar!!" são dois exemplos.

7°. Shonens (5,7%)

Com 15 animes produzidos (5,7%) creio que shonens são fáceis de entender. Correspondem a histórias onde um jovem adolescente deseja tornar-se mais forte e superar os limites ao lado de amigos fiéis enquanto buscam vencer grandes adversidades. "Boruto", "Dragon Quest Remake" e "Boku no Hero Academia" são bons representantes.

Embora detenham uma porcentagem diminuta vale lembrar que shonens costumam estender-se por vários episódios mantendo presença constante no mercado. Embora possuam traços de aventura, ficção e fantasia o enredo gira em volta de um jovem adolescente em busca de crescimento. Por essa razão figuram numa categoria a parte.

8°. Esportes (4,1%)

Com 11 títulos exibidos (4,1%) animes esportivos figuram apenas na 8ª posição. Destes, 6 (2,2%) tinham foco no público masculino enquanto 5 (1,9%) traziam protagonistas femininas, sendo os casos de "Tamayome" e "Sayonara Watashi no Cramer".

ESTILOS POUCO ADAPTADOS:

Por fim nas 9° e 10° colocações figuram o estilo Ecchi com 6 animes (2,2%) e Mahou Shoujo (garotas mágicas) com apenas 3 adaptações (1,1%).

FAIXA ETÁRIA, PARA QUEM OS ESTÚDIOS PRODUZEM?

Se você acredita que animes são feitos para crianças está enganado já que praticamente nenhum dos títulos pesquisados podem ser recomendados para esta faixa de idade sem alguma censura.

Entretanto dizer que anime é coisa de adulto também não chega a ser verdade, ao menos para quem produz, já que existem muitos jovens adultos que curtem a animação japonesa.

Analisando a faixa etária, por alto, cerca de 186 títulos (70,9%) continham enredos voltados a adolescentes entre 13 e 17 anos. Já 76 animes (29%) apresentavam histórias mais adultas voltadas ao público 18+.

Deixe seu comentário e se curtiu, compartilhe.

Confira outras postagens em nossa Home.

Nos siga nas redes sociais.

Valeu e até a próxima.