No momento deste review Toaru Kagaku no Railgun está com a 3ª temporada em exibição 7 anos após a Season 2 surpreendendo muitos fãs que já não acreditavam numa continuação do anime.

Mas, você conhece mesmo Railgun? Sabe suas origens, importância e contribuição a indústria?

É isto que tentaremos explicar neste review. Fizemos recentemente uma visita aos 48 episódios das duas temporadas anteriores e trazemos um resumo (com alguns spoilers, é bom destacar) do universo de Mikoto Misaka e suas amigas além de revelar um pouco sobre outros personagens de Index tipo o Touma, a Meltdown e o Accelerator. 

Iremos também comentar brevemente termos fundamentais da obra como Academy City, Anti Skill, Classificação de Níveis e Judgment. Se ficou interessado nos acompanhe. Este será um texto consideravelmente longo e desde já agradeço a compreensão.

ACADEMY CITY, NÍVEIS DE HABILIDADE, ANTI SKILL E JUDGMENT.

Academiy City é uma cidade modelo conhecida por estar tecnologicamente 30 anos à frente do resto do mundo. A primeira vista parece uma metrópole aconchegante com seu modernismo e grandes cata-ventos de energia renovável em harmonia com ruas limpas e parques arborizados. Porém em suas entranhas está repleta de ambições, rancores, conspirações, vilões cruéis e cientistas loucos por toda parte. 
A cidade possui 2.300.000 habitantes e destes 80% são estudantes. A grande maioria dos residentes possuem algum tipo de super poder ou habilidade especial geralmente advinda de algum princípio ou lei da física tipo gravidade, eletricidade, alteração vetorial, distorção óptica, leis da inércia e por aí vai. 
Os habitantes são classificados em níveis de acordo com o domínio de seus poderes. O Nível Zero contém as pessoas normais sem qualquer habilidade especial já o Nível 5 é o mais elevado existindo menos de 10 pessoas neste patamar. Uma delas é exatamente Mikoto Misaka (dublada por Rina Satou). Apelidada de Railgun com seus poderes elétricos insanos ela é a terceira Nível 5 mais poderosa mesmo sendo apenas uma adolescente de bom coração com traços de inocência e um pavio curto.
Com tanta gente nesta cidade é claro que existem crimes e violações das leis sendo aí que entra a Anti Skill a polícia da cidade composta por indivíduos de nível zero tendo permissão para usar armamento de fogo. Outra instituição de segurança pública muito importante é a Judgment constituída por pessoas com algum tipo de super poder dedicadas a manter a paz e a ordem. Desde que possuam um domínio considerável de suas habilidades até mesmo adolescentes podem fazer parte da Judgment sendo este o caso da Kuroko e a Uiharu.

TOARU MAJUTSU NO INDEX - A OBRA QUE COMEÇOU TUDO.

Em 2004 o autor Kazuma Kamachi junto ao ilustrador Haimura Kiyotaka lançavam a light novel Toaru Majutsu no Index focada no personagem Touma Kamijou. Um jovem de nível zero da Academy City que repentinamente tem sua rotina invadida pela pequena Index, uma garotinha difícil de conviver que alega está sendo perseguida por cientistas e mágicos o obrigando a ajudá-la. 
Esta obra, claro, continha vários outros personagens e uma das coadjuvantes era exatamente a Misaka cuja presença ganhou espaço ao ponto do autor decidir trabalhar em uma trama spin-off focada exclusivamente nela.

AS AVENTURAS STAND ALONE DE MISAKA TÊM INÍCIO.

Sendo assim em 2007 o autor Kazuma agora em parceria com o artista Motoi Kuyukawa lançaram o mangá Toaru Kagaku no Railgun (ainda não finalizado) centrado do cotidiano de Misaka, sua vida colegial e problemas que enfrentaria em paralelo ao convívio com as amigas.
O estúdio J.C.Staff que já detinha os direitos de adaptação de Index não perdeu tempo e decidiu fazer um anime solo de Misaka com animação, cenários, design e enredo muito caprichados superando, na opinião de muitos, o próprio Index. A história era bem elaborada, a progressão bastante divertida e a animação com momentos que realmente prendiam os olhos.

TOARU KAGAKU NO RAILGUN, 1ª TEMPORADA.

Em Outubro de 2009 portanto saiu Toaru Kagaku no Railgun (24 episódios) produzido sob o comando do bom diretor Tatsuyuki Nagai, ele que em seu currículo possui outros animes incríveis tipo Anohana (2011), Ano Natsu de Matteru (2012), Hachimitsu no Clover 1 e 2 (2005), Kokoro ga Sakebitagatterunda (2015) e Toradora (2008).

Railgun estrelava Misaka e dava destaque a três de suas amigas mais próximas: A loli hentai Kuroko, a carismática e bastante inteligente Uiharu e a brincalhona e bisbilhoteira de calcinhas Saten.

Mikasa pode controlar a eletricidade livremente tanto de forma simples quando em fenômenos maiores. Ela é capaz de criar campos magnéticos, raios, hackear qualquer dispositivo eletrônico ou eletrocutar a Kuroko sempre que esta passa dos limites. A protagonista possui como trunfo o Railgun, um disparo energético muito poderoso usando como projétil a moeda que sempre carrega no bolso. 

Outra característica importante é sua intuição unindo rapidamente as pontas soltas dos mistérios em que está envolvida. Apesar disso Misaka é inocente em assuntos românticos, adora os produtos de um certa marca de brinquedos baseada em um sapo chamado Gekota além de ser muito temperamental. É necessário pouco esforço para irritá-la ao ponto de choques elétricos serem distribuídos gratuitamente. 

Kuroko (dublada por Satomi Arai) faz parte da Judgment tendo habilidade de teletransporte nível 3 sendo colega de quarto e nutrindo uma admiração profunda por Misaka chamando-a pelo tratamento de Onee-sama. O problema é que Kuroko é uma loli hentai com taras sexuais muito, mas muito esquisitas. Suas tentativas de abraçar e acariciar Misaka normalmente acabam rejeitadas com descargas elétricas de fritar o cérebro.
Uiharu (dublada por Aki Toyosaki) também faz parte da Judgment contribuindo com a capacidade incomum de vasculhar a internet em busca de provas e evidências ornamentada com seu arranjo de flores e fascínio por coisas femininas e refinadas. Porém, a amiga Saten (dublada por Kanae Itou) é bastante travessa a cumprimentando com um levantar de saias independente de estarem ou não em público. Isto virou marca registrada do lado cômico da série.
O centro do conflito desta primeira temporada estava sobre a cientista Harumi Kiyama, uma mulher de semblante cansado não se importando muito em trocar de roupas em público mas que vive um grande dilema buscando salvar os queridos alunos vítimas de um maligno experimento científico. Isto levaria a um desfecho dramático e confronto direto contra a neta do perigoso cientista Gensei obcecado em produzir um ser humano Nível 6 não importando os sacrifícios.

TOARU KAGAKU NO RAILGUN, 2ª TEMPORADA.

Após o sucesso da Season One a J.C.Staff investiu numa continuação que veio 4 anos depois na Primavera de 2013 chamada de Toaru Kagaku no Railgun S (24 episódios). O "S" do título se refere a "Sisters" (irmãs) envolvendo um dos arcos mais intensos e dramáticos da obra.

Quando criança Misaka permitiu que seu DNA fosse mapeado e estudado sob a desculpa de alguns científicas que alegavam desejar tal conhecimento para curar crianças com atrofia muscular crônica. Porém era tudo mentira e o objetivo seria criar clones de Misaka no intuito de algum espécime atingir o nível 6. A experiência foi um fracasso pois além das garotas clones apresentarem um raciocínio menos aguçado mal atingiam o Nível 2.

O Projeto Sisters seria descartado no entanto um desses cientistas loucos utilizou os clones em uma experiência cruel e genocida envolvendo o personagem Accelerator. Basicamente 20.000 clones da protagonista foram criados e dia após dia deveriam enfrentá-lo até a morte com o objetivo de elevar os poderes deste a um nível mais alto.

Accelerator é teoricamente o individuo mais poderoso da Academy City capaz de controlar os vetores de tudo o que toca. Isto o torna praticamente invencível e imune a ataques. Tem gente de curte o coadjuvante pelo comportamento ensandecido mas outros o detestam e o consideram um lixo humano já que mesmo sabendo da crueldade em matar as garotas clones ele decidiu participar do experimento sem qualquer remorso e inclusive se divertindo no processo. 
Ao descobrir a experiência Misaka e Touma resolvem dá um fim em tudo. Na trajetória a protagonista cai em confronto direto com a Meltdown uma colegial mais adulta, sensual, violenta e vingativa cuja habilidade a permite lançar disparos de plasma derretendo tudo o que toca. Meltdown guarda rancores de Misaka que está classificada como superior a ela no ranking de indivíduos Nível 5.

CONCLUSÃO.

Railgun é para muitos o shoujo de ação e aventura com super poderes definitivo. Tendo protagonistas ultra carismáticas e ficção científica criativa a 1ª temporada é hoje o 257º título mais popular no Myanimelist enquanto a Season 2 ocupa a 462ª posição e a 3ª temporada promete atingir o mesmo patamar. (Observação: Esta nota e posição são atribuidas pelos usuários e podem variar com novos votos computados)

Deixe seu comentário e se curtiu, compartilhe.

Confira outras postagens em nossa Home.

Nos sigas nas redes sociais.

Valeu e até a próxima.