Observação: Os reviews no Giganálise são escritos tendo em mente principalmente aqueles que ainda não assistiram a um determinado anime e estão a procura de informações relevantes sem grandes spoilers.


Fate/Grand Order Zettai Majuu Sensen Babylonia chega ao fim agora em Março junto a temporada de Inverno/2020

Baseado em um game mobile de enorme sucesso o anime veio com a missão de contar a história sobre como a humanidade enfrentou a trindade das deusas EreshkigalQuetzalcoatlTiamat — que desejavam o fim do reino mesopotâmico sob o comando de Gilgamesh — e como o jovem Ritsuka Fujimaru e sua meia-serva Mash Kyrielight lutaram para que isso não ocorresse.

O game original consiste em um RPG de combates por turnos onde Mash e Fujimaru são enviados ao passado no intuito de resolverem "singularidades" relacionadas a acontecimentos envolvendo deuses, mestres e heróis lendários gerando anormalidades na linha história que, caso não solucionadas, levarão a humanidade a extinção.

Cada "singularidade" equivale a um arco do game e Zettai Majuu Sensen Babylonia é o sétimo onde Fujimaru e Mash já possuem ampla experiência nestas missões.

OS PERSONAGENS

Fujimaru é um típico protagonista proativo. Embora priorize o bem-estar dos companheiros ele mantém-se determinado a cumprir sua missão e não exita em tomar decisões difíceis quando necessário. É um personagem decente no entanto tem carisma mediano. Mash é sua meia-serva ganhando este título porque ela não é uma heroína reencarnada e sim uma humana que através de experimentos recebeu um espírito heroico. Gentil e pronta para ação sua maior habilidade é a defesa usando um grande escudo praticamente indestrutível.
Os dois podem se comunicar com o tempo presente tendo o suporte do Dr. Romani e de uma heroína muito extrovertida que corresponde a versão feminina de Leonardo Da Vinci. Apesar desta personagem ser bastante carismática fico pensando se o famoso pintor e matemático renascentista não deve está se revirando no túmulo com a representação. Na mesopotâmia Fujimaru e Mash terão a ajuda do herói Merlin e sua companheira, a pequena Ana.

DEUSAS EM AÇÃO

Outras coadjuvantes importantes são as deusas Ishtar, Ereshkigal, Quetzaocoatl e Jaguarman. Algumas têm aparências que fazem alusão a outras personagens da linha narrativa original da saga. Preferida de muitos, Ishtar é uma deusa tsundere e fascinada por gemas valiosas visivelmente idêntica a Rin Toosaka de Fate/Stay Night inclusive tendo a mesma voz dublada por Kana Ueda. Ereshkigal seria a sua versão alternativa dominando o submundo. 
Quetzaocoatl é outra deusa muito simpática inspirada na mitologia mesoamericana tendo personalidade divertida e tom de voz cômico. Seu maior atributo é a força protagonizando uma das melhores cenas de ação de todo o anime. Jaguarman é vista como a deusa das florestas e surge em cena como uma pessoa vestida em fantasia de Jaguar tendo grande agilidade em combates mas personalidade abobalhada. Quem foi mais observador percebeu que ela faz referência visual a professora Taiga de Fate/Stay Night incluindo a voz interpretada por Miki Itou.

Todas estas divindades inicialmente pertenciam a trindade de deusas inimigas (com exceção da Ishtar) mas se juntam a Fujimaru em pactos temporários de mestre-servo.
O anime traz também uma versão mais "tranquila" de Gilgamesh. Ele que é o maior vilão da série original mas aqui se converte em um rei orgulhoso, cheio de opulência embora preocupado com o bem-estar de seu povo. Dando ordens a Fujimaru e Mash ele observa tudo de seu trono marcando pouca presença em momentos de ação.

EM CONCLUSÃO

O núcleo de conflito tem como antagonistas a deusa Tiamat e seu filho Endiku (ou Kingu) que desejam eliminar a humanidade presente e construir uma nova e aperfeiçoada. Grand Order é mais uma entrada na extensa lista de animes da saga Fate. Tem uma história legal embora não muito brilhante, novos personagens bem-vindos e alguns momentos de ação empolgantes.
Se você é novo neste universo certamente vai gostar mas caso esteja na estrada há um bom tempo sentirá que Grand Order não está totalmente livre de alguns problemas. Ele tem boa animação, momentos pontuais interessantes mas o desenvolvimento é  um tanto previsível apresentando monstros de visual desconfortável, alguns clichês e pouca inovação na narrativa que segue a mesma receita desde Fate/Stay Night (2006). Isso para alguns não é problema mas outros acreditam que a série já está saturada.

O anime foi produzido pelo estúdio Cloverworks (subdivisão da A-1 Pictures) com direção de Toshifumi Akai recebendo até o momento nota 7.88/10 ficando entre os 700 mais bem ranqueados do Myanimelist. (Observação: Esta nota é atribuída pelos usuários e pode variar com novos votos computados)

Deixe seu comentário e se curtiu, compartilhe.

Confira outras postagens em nossa Home.

Nos siga nas redes sociais.

Valeu e até a próxima.

* Open linkada diretamente do Youtube de acordo com políticas de compartilhamento.