Quem acompanha as publicações do Giganálise há algum tempo sabe que desde o final de 2017 estamos atualizando a situação de New Game!, originalmente uma mangá escrito e ilustrado por Shoutarou Tokunou acompanhando o cotidiano da protagonista Aoba e suas amigas funcionárias de um estúdio que desenvolve games. 

O anime já recebeu duas temporadas em 2016 e 2017 totalizando 24 episódios e se tornando um hit de sucesso inclusive com a Season 1 atualmente entre as 400 adaptações mais populares do Myanimelist

Em Abril deste ano nós reforçamos a informação que o autor Tokunou estava lançando, em média, um novo volume do mangá a cada 9 meses enquanto o estúdio Doga Kobo, responsável pelo anime, vinha adaptando uma temporada a cada 3 volumes. Ou seja, a grosso modo os volumes 1, 2 e 3 serviram de base para a história de New Game 1 (2016) enquanto os volumes 4, 5 e 6 foram adaptados em New Game 2 (2017). Seguindo esta linha de raciocínio "EM TEORIA" dependendo das vendas e margem de lucro os volumes 7, 8 e 9 poderiam entregar material original suficiente para uma "POSSÍVEL" 3ª temporada.

A boa notícia é que o 9º volume do mangá já foi lançado e chegou ao ocidente no último dia 27 de Junho mais uma vez confirmando nossa teoria sobre o intervalo de lançamentos a cada 9 meses. A capa apresenta a protagonista Aoba com o que parece ser uma de suas amigas apresentadas na Season 2 e embora não dê indícios do retorno de Kou Yagami (que viajou para o ocidente) isso acende as esperanças dos fãs sobre uma "POSSÍVEL (REPITO)" nova adaptação.

As duas primeiras temporadas de New Game estão disponíveis de modo oficial no Brasil através do serviço de streaming Crunchyroll de forma paga ou gratuita com propagandas incluindo legendas em Português, link abaixo.

Deixe seu comentário e se curtiu, compartilhe.

Confira a seção "Leia Também" e outras postagens em nossa Home.

Nos siga nas redes sociais.

Valeu e até a próxima.

Links Relacionados:


* Vídeo promocional da 2ª temporada de New Game linkado diretamente do Youtube de acordo com termos de serviço da APÌ e políticas de compartilhamento.

Leia Também: