Pix ou Paypal: giganalise@gmail.com

Full Metal Panic! 4 Invisible Victory. Primeiras Impressões, mecas, muita ação, adrenalina e estratégias militares. O retorno de mais uma franquia de sucesso no oriente.



Mais uma franquia de animes, novels e mangás muito famosa no Japão já tendo uma certa carreira percorrida na indústria de animes mas que ainda não é tão conhecida aqui no Brasil. Full Metal Panic! Invisible Victory que está em exibição nesta temporada de Primavera\2018 (abril, maio e junho) é na verdade o quarto anime da série. Nessas primeiras impressões falaremos, com o máximo de spoilers evitados, sobre seu enredo e personagens assim como vamos revisitar um pouco a história dessa franquia que começou lá atrás em 1998 e contribuiu com inspirações para animações de sucesso mais à frente tipo Code Gears, Suisei no Gargantia e Aldnoah.Zero.  Full Metal Panic! não chega a ser o pioneiro do estilo mas construiu alguns alicerces fortes dentro do mesmo.

Antes que alguém esteja se perguntado Full Metal Panic! não tem nada haver com Fullmetal Alchemist a não ser a similaridade no título. Esse é um erro que alguns aqui no Brasil cometem por não conhecerem ou sequer ter ouvido falar da obra. 

Full Metal Panic! (ou FMP!) é originalmente uma série de light novels em estilo ação, ficção científica com mecas e uma pitadinha de humor escrita por Shouji Gatou (que surpreendentemente é também o criador do divertido Amagi Brilliant Park, fez a composição de série de Hyouka e escreveu para alguns episódios de Lucky Star, obras de estilo bem diferente de FMP!). As novels foram ilustradas por Shiki Dougi e começaram a ser publicadas em 1998 contendo 22 volumes, o último lançado em 2011.

O sucesso levou a obra para as telas já contando com 4 adaptações em anime a primeira intitulada apenas Full Metal Panic! veio ao ar na temporada de Inverno\2002 em um total de 24 episódios produzidos pelo estúdio Gonzo recebendo 7.75\10 no Myanimelist; a segunda adaptação chamada Full Metal Panic? Fumoffu!, este que é praticamente um spin-off, veio ao ar no Verão de 2003 em um total de 12 episódios + 1 OVA produzidos pela Kyoto Animation recebendo 8.16\10 no Myanimelist focada quase que inteiramente na comédia. O anime teve uma linha mais cômica apresentando o personagem Fumoffu quem assistiu Amagi Brilliant Park lembra que ele esteve de volta inserido em um novo unverso mais hilário sendo o mascote briguento do parque Amagi. A terceira adaptação recebeu o título Full Metal Panic! The Second Raid vindo ao ar no Verão de 2005 em um total de 13 episódios também adaptados pela Kyoto Animation e alcançando nota 8.03\10 no Myanimelist. Numa pegada mais séria sendo continuação direta do primeiro anime e considerado o melhor em enredo e animação até hoje. Desde então a obra ficou estagnada sem nenhum novo anime até que agora na Primavera\2018, 13 anos depois, Full Metal Panic! 4 Invisible Victory que havia sido prometido para o último trimestre do ano passado, veio à luz.

Numa pegada cheia de adrenalina com perseguições, tiroteios e  muita estratégia militar o enredo prossegue a história de Sousuke Sagara (dublado por Seki Tomokazu) em fuga procurando salvar a vida de Kaname Chidori (dublada por Yukino Satsuke). Enquanto isso a base militar sob o comando de Teletha Testarossa (dublada por Yukana) e suas inseparáveis mechas de cabelo as quais ela não se cansa de cheirar enquanto planeja a defesa de seu QG, está sob ataque de mecas titãs com defesa quase impenetrável. Basicamente o anime continua de onde parou lá em 2005 apresentando um desenrolar cheio de ação, mecas muito irados e uma história mais séria, madura e até dramática com dilemas envolvendo a decisão entre ajudar alguém ferido ou conseguir sobreviver, se defender a todo custo ou ser capturado e executado pelo inimigo.

As lutas com mecas (máquinas militares pilotadas por humanos) estão até empolgantes contando com uma animação 3D que ficou decente. Animação computadorizada em animes geralmente não é algo que sai muito bem porém em Invisible Victory o resultando ficou discreto não transmitindo tanto aquela sensação de movimentos truncados, matematicamente calculados e pouco orgânicos embora percebamos que os mecas são animados em 3D com uma skin 2D.

Qualidade Técnica e Artística.

Mantendo a nostalgia e a memória das adaptações passadas Full Metal Panic! 4 Invisible Victory mantém o mesmo design de personagens com pequenas evoluções assim como uma trilha sonora que remete a tempos mais antigos apesar da música introdutória ser um pop-rock bem mais atual e atraente para uma nova geração. A animação é apenas mediana contornada por uma boa direção que mantém os primeiros episódios interessantes. Dessa vez é o estúdio mediano Xebec (o mesmo de Keijo!!! e To love-Ru) que está produzindo o anime e pelo nome e memória Invisible Victory já está com nota 7.95\10 no Myanimelist, no momento dessa postagem. 

Valeu e até a próxima.

Vídeo promocional linkado do Youtube de acordo com direitos de API e políticas de compartilhamento.


LEIA TAMBÉM:

https://giganalise.blogspot.com.br/2017/08/aldnoahzero-uma-super-producao-com.html

https://giganalise.blogspot.com.br/2017/04/suisei-no-gargantia-suspense-acao-e.html

https://giganalise.blogspot.com.br/2017/09/knights-and-magic-um-protagonista.html

https://giganalise.blogspot.com.br/2016/11/amagi-brilliant-park_16.html