Pix ou Paypal: giganalise@gmail.com

Toji no Miko, primeiras impressões. Será apenas um shoujo de batalha clichê ou reserva algo a mais?



A temporada de inverno\2018 dá seus passou iniciais e hoje foi dia da estréia de Toji no Miko, um shoujo de batalha que apesar de personagens clichês, história batida (à primeira vista) e qualidade visual mediana promete um algo mais que o torna diferente. Será?

As criaturas Aradamas são uma ameaça a população. Apenas as donzelas do santuário sagrado conhecidas como Toji têm o poder e a capacidade de combatê-las usando o utsushi, uma forma de emanação energética que concede a essas garotas uma incrível e absurda capacidade de moverem-se a altíssimas velocidades com suas espadas e não terem o corpo físico atingido quando envoltas por tal poder. Nesse ponto da história nós encontramos Etou Kanami (dublada por Kaede Hono) e Mai Yanase (dublada por Azumi Waki) duas amigas que foram escolhidas para representar seu colégio em um torneio especial que testará as habilidades das Toji, ou candidatas a tal. Etou é alegre, positiva, cheia de energia e vontade de lutar enquanto que Mai é mais meiga e nervosa. Embora grandes amigas, Mai não consegue derrotar Etou e ficamos a nos perguntar se ela se sente inferior com isso ou apenas deseja apoiar sua amiga e crescerem juntas enquanto aprendem as habilidades de combate e o uso das técnicas com espada.

Chegando ao templo onde ocorrerão as competições elas encontram Hiyori Juujou (dublada por Saori Oonishi) sendo a representante do instituto Heijou a jovem Hiyori é uma garota séria, fechada, com ar de poucos amigos, um tanto ameaçadora e de grande habilidade com a espada e o uso da energia utsushi. Tem-se início os combates e nas finais se confrontam Hiyori e a alegre Etou mas, a batalha não se inicia por que Hiyouri parte para cima de uma veterana que assistia ao combate e sem explicação aparente tenta atingi-la. Não conseguindo ela foge com a ajuda de Etou.

Etou com a sua energia e prodígio, Mai com sua meigisse e gentileza e Hyori com seu ar sério e ameaçador tem características típicas de outros animes do gênero e ficamos com a sensação de "eu já vi isso antes", mesmo assim elas têm lá seu carisma. O design de personagens é simples e a animação não chega a surpreender contudo, o ponto forte é o uso da energia utsushi que permite as garotas combaterem a hipervelocidades e isso deixou alguns momentos desse primeiro episódio bem bacanas, a trilha sonora é decente e ficamos curiosos. Por que Hiyori atacou sua senpai? Há algo escondido a ser revelado? E qual será o destino dela e de Etou que fugiram juntas do local de batalha?

A primeira vista Toji no Miko não aparenta que irá surpreender na temporada contudo há nele elementos bacanas e caso a história seja mais densa do que pensamos e os combates possam ser bem arranjados mesmo não contando com uma animação de ponta, teremos quem sabe um anime divertido a acompanhar.

Toji no Miko está sendo adaptado pelo estúdio Gokumi (que produziu Tsurezure Children) e dirigido por Koudai Kakimoto (que já foi diretor de episódio de Angel Beats!) indo ao ar todas as sextas-feiras às 21:30, horário do Japão, ainda sem um número total de episódios definidos.

Compartilhe, ajuda muito.

Valeu e até a próxima.

Vídeo promocional linkado diretamente do Youtube de acordo com direitos de API.

LEIA TAMBÉM: