Apoie-nos via Pix. Email-chave: giganalise@gmail.com

Kono Oto Tomare!, Série Completa (Review Final). Uma das felizes surpresas de 2019 mesmo com limitações técnicas.



Os reviews do Giganálise têm dois públicos-alvos bem definidos: Primeiro, pessoas que não assistiram a um determinado anime e estão à procura de informações relevantes sem grandes spoilers e, segundo, aqueles que curtem este tipo de publicação.

A segunda temporada de Kono Oto Tomare chega ao fim agora em Dezembro junto ao Outono\2019. Embora não sendo perfeito o drama musical colegial conquistou muita gente que simpatizou com os personagens, seus dilemas pessoais e o leve romance envolvendo alguns casais do elenco.

A história focada em um clube escolar de Kotos (instrumentos de corda típicos da cultura japonesa) apresentou protagonistas determinados, sonhadores e alguns momentos que realmente emocionaram a audiência. Devido as origens (falo mais abaixo) o anime trouxe uma forma nostálgica de atuação e desenvolvimento de enredo lembrando séries de 10 ou 12 anos atrás. 

No entanto a grande crítica recai sobre a qualidade da animação que até foi entregue mantendo o design consistente, dentro do possível, mas não foi capaz de apresentar algo mais polido e caprichado.

Este parágrafo é dedicado as pessoas e o estúdio responsáveis pela animação. Caso não tenha interesse em dados tipo nome do autor ou notas em sites e fóruns, basta saltar para o parágrafo seguinte. Kono Oto Tomare! (Pare Este Som!) é originalmente um mangá em estilo drama musical escolar escrito e ilustrado por Amyu sendo publicado através da revista Jump Square desde 2012, compilado em 20 volumes independentes até o momento, e vendendo mais de 2.300.000 cópias impressas. A adaptação para anime foi produzida pelo estúdio Platinum Vision dividida em duas temporadas. A primeira saiu na Primavera/2019 (entre Abril e Junho, 13 episódios) recebendo nota 7.81/10 no Myanimelist e a Season 2 veio no Outono/2019 (entre Outubro e Dezembro, 13 episódios) alcançando nota 8.26/10. (Observação: Estas notas são atribuídas pelos usuários e podem variar com novos votos computados

ENREDO E PERSONAGENS
A história inicialmente acompanha o personagem Chika (dublado por Yuuma Uchida), um jovem delinquente constantemente envolvido em brigas de rua vivendo apenas com seu avô, um senhor conselheiro, sorridente e habilidoso construtor de Kotos. Chika decide mudar de vida comovido pela paixão do avô por música no entanto muitas vezes um passado ruim traz consequências amargas. A loja do velho parente é invadida e vandalizada pelos antigos companheiros do rapaz deixando seu avô em choque falecendo alguns dias depois.
Mesmo cheio de remorso e culpa além de mal visto pela sociedade, Chika inicia seu novo ano letivo decidido a entrar no clube de Kotos do colégio onde acaba fazendo amizade com Takezou (dublado por Junya Enoki) e a jovem Houzuki (dublada por Atsumi Tanezaki). Takezou agora é presidente do clube após a formatura de suas senpais no entanto é um jovem pessimista e marcado pelo fracasso. Já Houzuki é ultra talentosa e uma das melhores instrumentistas de Kotos de sua geração mas foi excomungada pela própria mãe que após a perda do marido não conseguiu manter a credibilidade da escola de instrumentos da família descarregando a frustração na garota.

O convívio inicial desses três não é nada fácil com os problemas do passado e a pouca disposição em abrirem seus corações à novas amizades. Mas a bela música produzida pelos instrumentos aos poucos vai os unido, crescendo o clube e agregando novos coadjuvantes os colocando em direção aos campeonatos mais competitivos do país.

O VEREDITO
Sendo honesto, Kono Oto Tomare! tinha muitos elementos que fatalmente o tornariam um anime esquecível mas conseguiu ser notado pelo carismático elenco de personagens. O drama do enredo é considerado hoje em dia clichê, pouco convincente e até forçado mas a história foi inicialmente escrita em 2012, época em que um certo exagero nas atitudes era algo aceitável. Muita gente até prefere este tipo de encenação alegando que as emoções são expostas de modo mais intensoA comédia é outro aspecto positivo mudando a aparência do design para o formato chibi com rostos medonhos e expressões hilárias. 

Estes elementos conquistaram um público seleto mas fiel acompanhando o anime até seus últimos momentosNo entanto, entregando uma opinião humilde e bastante pessoal (por favor entendam) para mim o título não agrada a todo mundo sendo aquele tipo de adaptação amada pelos fãs mas criticada pelas limitações técnicas e por quem não foi "fisgado" pela narrativa leve e inocente.

QUALIDADE VISUAL
Este é o grande "calcanhar de Aquiles" de Kono Oto Tomare! Apesar do bonito design de personagens com olhos castanhos em formato de amêndoa a série teve animação apenas aceitável. O estúdio Platinum Vision não é dos mais atuantes ou bem estruturados do Japão e a equipe técnica modesta comandada pelo diretor Mizuno Ryouma fez o possível para entregar um visual consistente. 

Como resultado a aparência é bem trabalhada mas vez ou outra acontecem distorções. A animação é mediana havendo momentos onde a falta de fluidez é perceptível. Isso se torna um problema ainda maior já que Kono Oto Tomare apresenta várias competições musicais onde o elenco é filmado tocando os instrumentos com destaque para os movimentos de suas mãos e dedos.

Deixe seu comentário e se curtiu, compartilhe.

Confira a seção "Leia Também" além de outras postagens em nossa Home.

Nos siga nas redes sociais.

Valeu e até a próxima.

Leia Também: